Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

AGUARDEM... VAMOS TER MUITAS NOVIDADES DIRETO DA ARGENTINA.

Bom dia amigas, estamos selecionando o que tem de melhor em novidades da moda direto da Argentina. Com muitas novidades, blusas, vestidos, batas, acessórios e tudo que vai fazer voce  ficar mais bonita.
VEJA UMA PRÉVIA DO QUE VEM AI!!!
FOTOS ILUSTRATIVAS:





Beijos a todas, estou com muiiiitass saudades...

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Diabetes e hipertensão são fatores de risco para a saúde dos rins


O processo de filtragem de todo o sangue que temos no nosso corpo é encabeçado por dois pequenos órgãos que ficam situados nas costas. Os rins, que pesam entre 150 e 300 gramas cada chegam a filtrar até 180 litros de sangue durante o dia.
O Bem Estar desta segunda-feira (13) falou sobre a saúde desses órgãos, que são tão importantes para o corpo humano, com a participação da pediatra Ana Escobar e do nefrologista José Osmar Medina Pestana.
info rins (Foto: arte / G1)
Além de filtrar o sangue, os rins são importantes para manter o equilíbrio de líquidos e sais do organismo – é o mecanismo de controle mais elaborado que o corpo tem.
Com isso, eles controlam a pressão arterial, eliminam o excesso de substâncias químicas, como o sódio, produzem um hormônio que interfere na produção de células de sangue e ativam a vitamina D, essencial para a absorção de minerais no intestino.
De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, cerca de 10 milhões de pessoas no país tem alguma disfunção renal, mas poucas sabem. Os sintomas de problemas no rim não são de fácil identificação. Um deles é a retenção exagerada de líquido, que leva a inchaço e aumento da pressão arterial. Acordar várias vezes durante a noite para urinar também pode ser sinal de que algo está errado.
A hipertensão e, principalmente, a diabetes, estão normalmente associadas com as disfunções renais. Cerca de 100 mil brasileiros precisam fazer diálise – tratamento no qual alguma máquina ou líquido de fora do corpo é usado para filtrar o sangue – e, desses, 60% têm diabetes.
Os danos que essas duas doenças provocam nos rins são permanentes e, por isso, é importante mantê-las sob controle. A hipertensão machuca os rins porque o sangue passa com mais dificuldade pelos vasos. Já os diabéticos costumam perder proteína pela urina, o que também acarreta em lesões.
As pedras nos rins – ou cálculo renal – são formadas por substâncias que o rim elimina normalmente, como o cálcio ou o ácido úrico. A urina é formada por cristais, e algum distúrbio de metabolismo ou alimentação pode causar a formação das pedras. Elas podem sair pela urina ou com cirurgia.
Em geral, essa é uma alteração transitória e o funcionamento dos rins volta logo ao normal. A formação das pedras não está ligada à ingestão de minerais, como o cálcio, mas sim ao hábito de beber pouca água.
Um problema mais grave é a nefrite, uma inflamação no rim, precedida por algum outro problema. Por exemplo, uma infecção de garganta pode formar anticorpos que se juntam a algumas proteínas e formam um complexo proteico. Isso é depositado nos rins, que o enxergam como um corpo estranho, e isso provoca uma inflamação.
Existe ainda a doença renal policística, que é hereditária e atinge cerca de 3% da população. O rim cresce, fica cheio de cistos e perde a capacidade de filtrar. Existem casos em que o órgão cresce tanto que chega a pesar até 8 kg.
G1

domingo, 12 de agosto de 2012

PAPAI - 12 de Agosto



Existe um homem que se esmera no comprimento do dever para dar bom exemplo: 

Que fica humilde, quando poderia se exaltar; 

Que chora à distancia, a fim de não ser observado; 

Que, com o coração dilacerado, se embrutece para se impor como um juiz inflexível;

 Que, na ausência, usam-no como temor para evitar uma ação menos correta; 

Que quase sempre, é chamado de desatualizado; 

Que apenas fisicamente, passa o dia distante, na labuta, por um futuro melhor; 

Que, ao fim da jornada, avidamente regressa ao lar para levar muito carinho e, as vezes, pouco receber, 

Que esta sempre pronto a ofertar uma palavra orientadora ou relatar uma atitude benfazeja que possa ser imitada; 

Que, muitas vezes passa noites mal dormidas a decifrar os segredos da vida, quando extenuado, ainda consegue energias para distribuir energias; 

Que é tão humano e sensível, por isso, normalmente, sente a ausência do afeto que lhe é dado raramente e de forma pouco comunicativa. 

Que, vibra, se emociona e se orgulha pelos feitos daqueles que tanto ama. 

Esse homem geralmente, se agiganta e passa a Ser o valor inexorável quando deixa de existir para sempre. Nunca perca, pois, a oportunidade de devotar muito carinho e amizade àquele que é seu melhor amigo: SEU PAI.

Marco Antonio Struve

Especialistas dizem que sexo é menos frequente após o casamento


O casamento cria outras prioridades, mas é importante não ignorar a importância do sexo na relaçãoCasais reclamam, especialistas concordam e estudo alerta: depois do casamento, as pessoas têm relações sexuais menos frequentemente. De acordo com a psicóloga e sexóloga Maria Claudia Lordello, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), a segurança de um relacionamento estável realmente faz diminuir a sedução entre os parceiros. O desejo pelo que já foi conquistado diminui muito e, com isso, os casais relaxam e começam a viver uma rotina onde o sexo passa a não estar entre as prioridades. "O outro está tão disponível que deixa de ter valor". 
Divulgação/TV Globo
É preciso ficar atento e observar o outro com um olhar novo, sempre. O sexo diminui em qualquer relação duradoura. Cai no comodismo, o tempo passa, as pessoas envelhecem, diminui a descoberta e tudo isso nos deixa sem vontade de agradar.
Eduardo Moscovis, ator casado há cinco com a apresentadora Cynthia Howlett

Para a psicanalista Regina Navarro Lins, o fato de a pessoa saber que aquele cônjuge está aos seus pés, não olha para mais ninguém e não pode sair com outra pessoa leva ao comodismo. Na fase de namoro, por exemplo, os casais se preparam para o encontro, sentem mais insegurança de romper a relação e dificilmente se veem todos os dias. Tudo isso tende a acabar com o matrimônio, afinal, vivem juntos, sob um único teto, dividindo afazeres e preocupações --a chegada dos filhos é um fator importante, pois altera a vida do casal.
O psicólogo Oswaldo Martins Rodrigues Junior, diretor do Instituto Paulista de Sexualidade, explica que as mulheres têm um formato de desenvolvimento do desejo sexual que exige estímulos sobre os cinco sentidos. "No entanto, no dia a dia, tais mecanismos românticos são custosos, para homens e mulheres, e ao longo do tempo deixam de existir por uma questão de economia de energia por parte de ambos", afirma.
Se um quer transar e o outro não, a relação pode ser deixada para o dia seguinte ou para a próxima semana. "Essa disponibilidade acomoda as pessoas”, afirma Maria Claudia. E quem mais sofre com essa situação são as mulheres, pois elas precisam ser mais estimuladas do que os homens para ter vontade de transar. "Eles, muitas vezes, deixam de se empenhar para estimular a parceira”, diz a terapeuta sexual Imacolada Marino Gonçalves, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
Uma pesquisa coordenada pela psiquiatra e sexóloga Carmita Abdo, do ProSex (Projeto Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), com o apoio da Pfizer, realizada em 2008, mostra que um relacionamento de longa data interfere negativamente no sexo na opinião de 34,8% dos homens e 33,4% das mulheres. "Quando o casal deixa-se levar pela rotina, o relacionamento sexual tende a ficar cada vez menos frequente e prazeroso", afirma a coordenadora do estudo.
Divulgação/Record
No início, há aquele fogo e a paixão, mas eles passam e dão lugar a um relacionamento estável, em que a qualidade vale mais do que a quantidade. Romantismo, surpresas, fantasias e brincadeiras são bons temperos
Flávia Monteiro, atriz casada há pouco mais de três anos
Sexo é prioridade no casamento?
Segundo a pesquisa Mosaico Brasil, também realizada pelo ProSex em parceria com a Pfizer, para os homens, a atividade sexual só é menos importante do que ter uma alimentação saudável e o tempo de convivência com a família.

Já para a média das brasileiras, o sexo cai para o oitavo lugar, perdendo para alimentação saudável, tempo de convivência com a família, qualidade do sono, prevenção de doenças e cuidados com a saúde, trabalhar no que gosta, ter tempo para atividades culturais ou "hobbies" e convivência social.

Segundo Imacolada, o casamento cria outras prioridades, diminuindo o tempo para o sexo. Mesmo assim, é importante dar atenção ao problema, pois isso pode atrapalhar o relacionamento, principalmente se atingir casais jovens.

Mas a solução não é obrigar-se a transar. Muitas mulheres ainda preferem ceder e fazer sexo sem vontade a desagradar o parceiro, segundo Regina Navarro. "Transar por obrigação não favorece o tesão. O homem percebe e se sente rejeitado", diz ela, que afirma, ainda, que a diminuição do desejo não demonstra que o afeto está acabando. "Amor e sexo são coisas distintas". E, claro, se é o homem o desinteressado, a mulher também nota.

Como manter o vigor sexual após anos juntos 

A sexóloga Maria Claudia afirma que é importante fazer um esforço para manter a criatividade e o tesão dentro de uma relação estável e longa. "A melhor maneira de não permitir que as coisas esfriem é entender que o casamento exige um planejamento. Não adianta acreditar que tudo vai durar para sempre. É preciso alimentar a vida conjugal".
 
Folhapress
O relacionamento não tem de ser só baseado no sexo. O sexo é um complemento. Quando se está junto com alguém, tem de respeitar os limites do outro, pois a rotina desgasta qualquer relação. Cada um deve reservar um tempo e um espaço para si. É importante sentir saudade
Chris Flores, apresentadora casada há quase dez anos


Veja dicas que podem dar uma mãozinha:

Preservar o encontro

Valorize o encontro do casal. E isso não significa, necessariamente, ter dia e hora agendados para ir ao motel. “É importante se produzir, se preparar e criar uma expectativa. O casal pode ir a um restaurante, um cinema e entrar em um clima de sedução”, afirma Maria Claudia. Lembre-se: é fundamental reconquistar o parceiro sempre e não transformar o sexo em uma atividade burocrática: que sempre começa e termina do mesmo jeito, no mesmo lugar, no mesmo dia da semana.

Fantasiar

“O sexo é uma brincadeira”, explica a sexóloga Maria Claudia. Segundo ela, a imaginação nem sempre precisa ser concretizada; pode ser algo que acontece apenas dentro da sua cabeça. “Se imaginar que o seu marido é o galã da novela te excita, deixe rolar, sem culpa”, afirma. Para Imacolada Marino Gonçalves, os homens são craques em agir assim. “Eles transam com a parceira e imaginam a mulher-fruta”, afirma. E isso não é traição, mas um estímulo para a criatividade, que contribui para o tesão.

Estimule suas ideias

“A criatividade é muito pobre e precisa de uma forcinha”, de acordo com Maria Claudia. Por isso, vale assistir filmes, observar fotos, entrar em uma história –picante ou romântica. O que é excitante muda de pessoa para pessoa. É preciso saber o que lhe agrada e se deixar envolver. “Não adianta esperar que o desejo vá surgir do nada. Busque o que desperta a sua vontade”,  Maria Claudia.
Divulgação/TV Record
No início, o sexo é intenso e quase diário, depois de anos juntos, se continuasse assim, seria insuportável, pois não há criatividade que resista ao dia a dia. Com o tempo, o sexo deve ser mais criativo e divertido. O casal deve se dedicar para que o cotidiano não destrua as fantasias sexuais
Raul Gazolla, ator casado há oito anos


Fale sobre suas vontades

Cada parceiro deve conversar sobre as práticas que lhe dão prazer, as que não dão, as experiências que gostaria de ter, os pontos do corpo onde quer ser tocado e arriscar novidades. Sem vergonha, homens e mulheres devem levar para a relação sexual as novidades que descobriram: vendo um filme, lendo uma reportagem, após uma conversa com um amigo. Quem for surpreendido, porém, não deve encarar a inovação com preconceitos. Liberte-se deles e prove o novo (desde que esteja dentro dos seus limites), como posições do Kama Sutra, por exemplo. 

Cuide da aparência

Homens e mulheres tendem a descuidar de si mesmos após o casamento. E intimidade demais pode estragar o relacionamento e esfriar o sexo.  Isso desestimula o casal e quem os observa também. “Sentir-se desejado é um estímulo e tanto para a libido. Você pode levar uma cantada de uma pessoa na rua, mas chegar em casa com vontade de se realizar com o seu cônjuge”, exemplifica Maria Claudia.
MULHER UOL.COM

Café da manhã: aprenda a montar o seu de acordo com suas necessidades

cafe da manha


Tomar um bom café da manhã é a chave para passar o dia todo disposta, evitar as compulsões e acelerar a perda de peso. Mas isso não é tudo. É possível montar um cardápio para essa refeição de acordo com as suas necessidades: seja aumentar o piquereforçar as defesas ou até controlar a ansiedade antes de um acontecimento importante.
Não é por acaso que o desjejum é a refeição mais importante do cardápio. É ele que fornece a energia para as atividades que serão desempenhadas pela manhã e que geralmente pedem um esforço mais intenso, físico ou intelectual, do que nos outros momentos do dia.
E a questão vai além: ometabolismo de quem fica 12 horas ou mais sem comer também passa a funcionar em ritmo lento, péssimo negócio para quem quer se livrar das gordurinhas. Isso sem falar na queda do rendimento e no mal-estar que pode aparecer na sequência. "É muito comum que, por conta da hipoglicemia, a pessoa que não come de manhãsinta enjoos, sudorese e tonturas", avisa Raquel Maranhão, nutricionista (RJ).
Mas não adianta comer o que der na telha. O menu do café da manhã pede qualidade. Quem come sem muito critério, enfatizando, por exemplo, os carboidratos simples, tem uma tendência maior a beliscar guloseimas ou a exagerar no almoço, por conta da queda brusca de glicose que esses alimentos proporcionam e que abre o apetite.
Idealmente, a primeira refeição do dia deve conter carboidratos integrais (pães, torradas ou bolachas), que garantem energia e são ricos em fibras; frutas, fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes; e pelo menos uma porção de proteína (clara de ovos, queijos ou iogurte), que ajuda no desenvolvimento e na reparação muscular. Porém, essa regrinha básica também pode ser modificada de acordo com a sua necessidade 
Vanessa Portella, nutricionista funcional (RJ), elaborou algumassugestões de cardápios para ajudar em situações específicas, quando a preocupação é proteger o coração, os ossos ou mesmo osmúsculos. Há também opções de cardápio para baixar a ansiedade, fortalecer a imunidade, aumentar a energia e acelerar ometabolismo. É só escolher o que casa certinho com os seus objetivos e aproveitar!
Bom apetite e um excelente despertar!
*Produção Janaína Cabral / Louças: Preçolândia

10 lições de moda que você pode aprender com Marilyn Monroe


Ao longo dos últimos 50 anos, Marilyn atingiu um status que vai além do mito. Dezenas de livros foram escritos sobre sua conturbada vida amorosa e profissional. No filme Sete Dias com Marilyn, lançado em 2011, Michelle Williams foi indicada ao Oscar por sua interpretação da diva, que aparece frágil e insegura no trabalho, mas é sempre sedutora e carismática. A seguir, confira dez lições de Marilyn que podem ajudar você a se tornar mais linda e poderosa:

1 - Aceite suas curvas
Marilyn Monroe tinha quadril largo, seios grandes e muitas, muitas curvas. Mas ela não tentava escondê-los. Calças justas, decotes cavados e a certeza de que o mundo deveria vê-la linda como ela se achava. 

2- Seduza
Por mais bela que você ou sua roupa sejam, seduzir é fundamental. Um olhar mais meigo, um gesto delicado e um ar  inocente fazem a diferença. Gisele Bündchen é linda e super poderosa. Mas observe como ela é simpática nas entrevistas e querida com quem se aproxima dela.

3 - Invista nos acessórios
Colares de pérolas e joias com muitos brilhantes eram uma característica de Marilyn. Acessórios valorizam o look. Mesmo a célebre pinta da atriz de certo modo era um 'acessório' que enriquecia o visual.

4 - Seja Ousada
Não se pode negar que essa era a principal característica de Marilyn Monroe. O vestido do clássico episódio em que ela cantou “Parabéns a Você” para o presidente Kennedy foi costurado no corpo da atriz, de tão justo que era.

5 - Encontre seu estilo
Saias lápis, cintura marcada, decotes ousados e cabelos loiros. É difícil não reconhecer o estilo Marilyn. Torne-se reconhecida por seu estilo. Veja o caso de Jennifer Lopez e Victoria Beckham, estilos em certo sentido opostos, mas muito evidentes.

6 - Maquiagem marcante
O batom vermelho se tornou um clássico nos lábio de Marilyn. A cor não precisa ser o vermelho, mas um batom ou sombra marcantes tornam o visual mais interessante.

7 - Transforme uma diferença em qualidade
Muitas mulheres não gostam de um detalhe diferente do próprio corpo. Uma pinta, por exemplo, pode não ser objeto de desejo das mulheres, mas se tornou um diferencial da diva.

8 - Renda-se ao poder do salto alto
Os ortopedistas podem não se comover com o argumento, mas o salto alto dá poder à mulher e a deixa sexy. Marilyn sabia disso e investia no salto agulha. Inclusive, após encontrar o sapateiro Salvatore Ferragamo, só usava as peças criadas por ele.

9 - Não esconda os braços
Produre uma foto de Marilyn usando mangas longas. São poucas, muito poucas. 

10 - Os cabelos são fundamentais (e podem ser curtos)
Dizer que o cabelo é a moldura do rosto é um velho clichê. Mas, como todos os clichês, só se tornou popular por ser verdade. Além encontrar a cor ideal, é preciso achar o corte certo para você, seja longo ou curto.

Por Juliana Cazarine
CARAS UOL

Aprenda a fazer frigideira de siri, um dos pratos preferidos de Jorge Amado


Uma das quituteiras mais famosas da Bahia, a cozinheira Dadá, relembrou em entrevista ao G1 a convivência e amizade com o escritor Jorge Amado, alvo de homenagens durante toda a semana em razão da passagem do dia 10 de agosto, data em que comemoria 100 anos de vida. Em meio ao depoimento emocionado, Dadá ensina a fazer uma receita de frigideira de siri, uma das comidas preferidas de Jorge. "É um prato especial, que ele amava demais", lembra a amiga.

Ingredientes:
150g de camarão seco
200g de siri temperado e refogado em leite de coco
100g de coco ralado
200g de repolho picado e fervido em água
Mistura de 1 cebola e 3 tomates picados
3 colheres de sopa de coentro picado
Sal a gosto
1 xícara de café de leite de coco
Azeite de oliva
Azeite de dendê
Leite de coco
2 colheres de sopa de farinha de trigo
6 ovos

Preparo:
Mistura o tempero de tomate e cebola com o coentro, adiciona o camarão seco, sal a gosto e bate com o machucador (pode também bater no liquidificador). Depois que estiver bem triturado, leva a mistura à frigideira (já no fogo), adiciona o coco ralado, o repolho, coloca um pouco de leite
de coco (a gosto) e mistura bastante. Adiciona um pouco de azeite de oliva (a gosto) e volta a
misturar. A seguir, coloca o siri, adiciona de duas a três colheres de sopa de azeite de dendê
e deixa refogar por 20 minutos.

Enquanto a mistura está refogando, bate a clara dos ovos em neve, mistura com a gema e adiciona
a farinha de trigo. Com parte da massa feita com os ovos e a farinha de trigo, forra o fundo de outra frigideira (pode ser um pirex), adiciona o siri misturado, cobre com o restante da massa de ovos, decora com tomate e cebola e leva ao forno por mais 20 a 30 minutos. Servir com arroz e farofa de dendê.
G1 BA

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

MODA - TENDÊNCIAS PARA 2013


Oestúdio: o trabalho handmade é a cara do Brasil
Andrea Marques: o grafismo étnico ganha feminilidade com o shape ladylike
Ausländer: estilo rock e retrô se encontram na passarela da grife carioca
Triya: os modelos cavados estão de volta
Reserva: muita festa e animação no final do desfile da grife
Fotos: Agência Fotosite

Mulheres são mais atraentes no pico fértil do ciclo, diz estudo


Na fase mais fértil do ciclo menstrual, a Fase Folicular Tardia (FFT), mulheres que não tomam anticoncepcional hormonal (AH) são consideradas mais atraentes pelos homens do que quando estão na fase menos fértil, ou Fase Lútea (FL). Isto é o que indicam os resultados de um estudo desenvolvido na Universidade de São Paulo (USP). 
O levantamento foi feito no Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, pela psicóloga Lina María Perilla-Rodríguez. A tese de doutorado "A atratividade facial feminina em função da etapa do ciclo menstrual" foi defendida em fevereiro de 2012, sob orientação do professor Sérgio Fukusima.
Thinkstock Photos
Veja também:
Durante a pesquisa, duas fotos do rosto de 18 mulheres (dos 18 aos 42 anos) em fase reprodutiva eram apresentadas a 64 voluntários do sexo masculino, maiores de 18 anos, que deviam apontar a mais atraente e indicar um nível de 'atratividade' para cada retrato.
Em uma das etapas do estudo, 62% dos rostos fotografados na fase fértil foram escolhidos como mais atraentes, contra 38% na fase infértil. Em outra etapa, na qual foram excluídos da foto elementos externos, como cabelos e orelhas, o resultado alterou-se para 58% na fase fértil, contra 42% na infértil.
O estudo também comparou a variação da atratividade entre mulheres que faziam uso de anticoncepcional hormonal (AH) e outras que não utilizavam o anticoncepcional. Para isso, foram avaliados os rostos de mais 18 mulheres, usuárias de AH, fotografadas nos períodos correspondentes à FFT e FL de um ciclo menstrual ovulatório normal.
Jogo da Conquista :  A atração não é uma escolha
Um achado importante da pesquisa foi descobrir que não houve diferença significativa no julgamento da atratividade entre os rostos destas mulheres nas duas etapas do ciclo: 52% de preferência pelos rostos fotografados na fase fértil (FFT), contra 48% pelos rostos da infértil. 
Segundo Lina María nas mulheres que fazem uso de anticoncepcional, não ocorrem as mudanças hormonais características do ciclo menstrual e essa pode ser uma das razões pelas quais não são detectadas alterações na atratividade. Ou seja, “o uso ou não do anticoncepcional pode influenciar na atratividade da mulher”, conclui.
O que muda na mulher?
Após a finalização da pesquisa, a psicóloga também fez uma observação dos rostos das mulheres em nível qualitativo, percebendo certas alterações nos rostos daquelas que não usavam anticoncepcionais.
“Basicamente, o que muda são os tecidos moles do rosto: os lábios ficam um pouco mais volumosos, e o rosto fica mais arredondado na região das bochechas. Mas são mudanças muito sutis”, relata Lina.
Apesar disso, para melhores conclusões sobre essas diferenças seriam necessários novos estudos voltados especificamente para a identificação das características do rosto e outras partes do corpo feminino que sofrem alterações conforme o ciclo menstrual.
Segundo Lina María, essas constatações respaldam estudos que afirmam que o ser humano, mesmo inconscientemente, é hábil para perceber pequenas mudanças no outro, entre elas a fertilidade feminina. Neste caso, essas pequenas mudanças que os homens percebem no rosto das mulheres no período fértil do ciclo apontam nessa direção. Como seres biológicos que nós somos, diz a cientista, respondemos ao objetivo de toda espécie que é a reprodução. Logo, esta capacidade de percepção seria conveniente para a escolha da melhor parceira para procriação.
DELAS IG.COM

NOSSO BOLSO - Preço recorde da soja ameaça produtores de aves e suínos e carne deve subir 50%


A alta recorde no preço da soja e do milho nas últimas semanas, causada pela seca que levou a quebra de safra nos Estados Unidos, colocou em cheque as contas de milhares de produtores de frangos e suínos no Brasil e pode levar a uma onda de quebras. O problema é mais grave entre os cada vez mais raros criadores independentes, mas lideranças do setor dizem que a crise atinge também a fornecedores ligados às grandes companhias, como Marfirg e BRF. Nas gôndolas, o reflexo será a alta de mais de 50% no preço das carnes.
“Empresas que não têm certo lastro financeiro vão passar por situação difícil”, diz Mario Lanznaster, diretor presidente da catarinense Aurora, uma das maiores cooperativas agrícolas brasileiras, com receita projetada para este ano de R$ 4,1 bilhões. “Algumas vão fechar, outras vão entrar em concordata ou vão se juntar para sobreviver”, afirma o executivo.
Margens estreitas
Acostumados a operar com margens de lucro baixas, por volta dos 3%, os produtores afirmam que não têm como absorver o aumento de custos. O ciclo de produção do frango é de cerca de 30 dias e, o dos suínos, quase seis meses. Com a alta no preço da soja e do milho, o dinheiro reservado para bancar a ração dos animais – constituída basicamente por esses dois grãos – acaba no meio do caminho.
Divulgação
Grandes produtores, como a BRF, tem mais folego para enfrentar ajuste do mercado que pequenos produtores
De acordo com os produtores, o repasse do aumento dos custos é inevitável. O temor é de que a alta no preço das carnes leve os consumidores a buscarem alternativas, como a carne bovina e os peixes, o que derrubaria as vendas, agravando ainda mais a crise.
Na avaliação de Lanznaster, que é agrônomo, muitas agroindústrias com abates de menos de 100 mil frangos por dia já têm dificuldades. “Os maiores ainda têm alguma margem por causa do volume de abates”, diz.
Na Aurora, onde são mortos 600 mil frangos e 14 mil suínos por dia, as medidas emergenciais para lidar com a situação incluem a redução em 10% do alojamento de pintinhos de corte e 10% do abate de frangos e suínos. Horas extras e abates aos sábados foram suspensos para reduzir gastos extras. “Quem não fizer isso está rasgando dinheiro”, diz Lanznaster.
O drama é maior para empresas menores. Quem tem caixa pode suportar períodos maiores no vermelho e aguardar que a “mão invisível” do mercado feche as portas de quem não tem. É o caso de grandes companhias do setor, como BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, e da Marfrig, que tem como cartão de visita a Seara. A lei da oferta e da procura, com o tempo, tende a reequilibrar produção e demanda.
A previsão, porém, é de que a situação dure ao menos um ano, até a colheita da próxima safra nos EUA, maior produtor mundial de milho e soja. O Brasil teve safrinha recorde de milho e poderá se tornar neste ano o maior exportador mundial de soja.
IG.COM

Pequeno e careca, macaco choca visitantes de zoo por ser parecido demais com uma criança



A cena já virou rotina no zoológico em Ramat Gan, em Israel. Há sete dias, quando nasceu ummacaquinho no parque, os visitantes se aglomeram em frente ao espaço reservado ao filhote e sua mãe para tirar fotos.

Careca e pequenino, o macaco choca quem o visita ao ser parecido demais com uma criança.

Segundo informações do jornal Daily Mail desta quarta-feira (08/08), o macaquinho não desgruda de sua mãe, que, mesmo muito cansada, não recusa carinho e atenção ao pequenino.

A expectativa é de que o macaquinho, que pertence à espécie cujo habitat natural foi varrido para a produção de óleo de palma, viva aproximadamente 30 anos em cativeiro.
(Foto: Reprodução/Daily Mail)
PLANETA BICHO

SUGESTÃO DO MESTRE CUCA - Penne com lâminas de shitake, abobrinha italiana e tomate


INGREDIENTES

  • 400 g de penne
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 100 g de shitake laminado
  • 1 abobrinha italiana laminada
  • 25 g de alho-poró laminado (a parte branca )
  • 2 tomate sem pele e sem semente laminado
  • 200 ml de creme de leite
  • Raspas de ½ limao siciliano
  • Salsinha e dill picado a gosto
  • Sal e pimenta ralada na hora a gosto

MODO DE PREPARO

Cozinhe a massa de acordo com a indicação do fabricante. Enquanto a massa cozinha, esquente o azeite numa frigideira, e refogue o shitake. Em seguida, adicione o alho-poró e a abobrinha. Refogue por mais alguns minutos, sem dourar muito o alho poro. Acrescente então o tomate, o creme de leite e tempere com sal e pimenta a gosto. Em seguida adicione o creme de leite e reduza um pouco. Adicione as raspas de limão e as ervas. Acerte o sal e a pimenta, caso necessário. Sirva decorado com um ramo de dill ou de salsinha.
RECEITAS IG.